É sem dúvida alguma uma data  e um assunto que merecem nossa atenção e reflexão. Boa oportunidade para  repensar o uso deste bem tão precioso que Deus nos presenteou que é a água.

A água é um  recurso natural muito importante, cujo uso pode causar impactos sobre a saúde, a produção de alimentos, a indústria, a produção de energia e abastecimento doméstico.  Além destes aspectos práticos do uso da água, em um âmbito sagrado, as pessoas  podem perceber o uso da água em várias passagens bíblicas. No livro de  Gênesis, no relato da criação do mundo, traz a água como superfície sobre a qual o  Espírito de Deus pairava. O tema água ainda aparece em outros 312 versículos  bíblicos, mostrando ser um tema de grande importância. A água batiza, lava, limpa, purifica e mantém a vida .

Mas será que  nós também damos a mesma importância para um bem tão sagrado e vital?

Vemos, no  entanto que rios de águas vivas estão sendo transformados em rios de águas mortas e consequentemente,  causando a morte das inúmeras espécies que habitam as águas. E sem falar nas  chuvas de bênçãos que cantamos em belíssimos hinos, virando chuva ácida sobre a  terra por causa dos gases poluentes. O lixo amontoado em aterros produzindo  substâncias tóxicas, contaminando os lençóis freáticos. E sem falar nos agrotóxicos  que são levados pelas chuvas para os cursos d´água.

Neste tempo de  quaresma, cabe a reflexão: Temos feito pouco como “povo de Deus”. Ainda nos falta muito para sermos  os cuidadores da Criação como Deus espera de nós.

Dados do  último censo das religiões apontam que no mundo, um terço da população é formada por cristãos e cristãs,  são mais de 2 bilhões de pessoas, que deveriam estar comprometidas com os  princípios bíblicos de cuidar do que Deus nos presenteou com generoso amor.

Que Deus nos ajude a sermos agentes cuidadores e a espalhar essa consciência por todo o mundo. Se cuidarmos da criação com responsabilidade, a Terra será generosa e proporcionará muita e boa.                                                                                         Marcelo Ackermann