Tags

, , , ,

A páscoa faz renascer em nós a esperança. Apesar da violência, da destruição do planeta, da água, de tanta morte, fome, miséria, guerras, doenças, medo, solidão e morte, coisas que lembram o sacrifício de Jesus na cruz, a páscoa lembra a vitória da vida! Com a ressurreição de Cristo, no domingo, Deus quer mostrar a todos que a vida é mais forte que tudo, até mesmo a morte. A cruz está vazia! Nossa esperança não está desamparada!

A ressurreição de Cristo alimenta a nossa fé na ressurreição, nossa e dos nossos. Cristo vive e com Ele nós também, em pequenos e grandes sinais de luz e de vida, em continuidade com o que começou naquele tempo:

“Onde uma pessoa renova sua confiança em outra pessoa e juntas constroem uma ponte para vencer o ódio e a inimizade, ali você encontra sinais da Páscoa. Onde uma pessoa não desiste no final, mas ousa recomeçar para superar dor e luto, ali você encontra sinais da Páscoa. Onde a pessoa não silencia na escuridão, mas cantarola a canção da esperança para vencer o silêncio mortal, ali você encontra sinais de Páscoa. Onde a injustiça é denunciada e a própria culpa assumida para vencer a omissão, ali você encontra sinais de Páscoa. Onde pessoas preservam as águas, cuidam dos animais, se organizam para proteger as florestas e os nossos rios, ali você encontra sinais de páscoa. Onde uma pessoa ousa falar a verdade para vencer a aparência e a mentira, ali você encontra sinais da Páscoa. Onde uma pessoa nada contra a correnteza e carrega os fardos de uma pessoa desconhecida para vencer necessidades e sofrimento, ali você encontra sinais da Páscoa. Onde alguém desperta e tira você da inércia, do desespero e descobre com você um caminho novo para vencer grandes obstáculos, ali você encontra sinais da Páscoa.” (Adaptado de: Páscoa: Vitória da Vida).

A paz esteja com cada um de vocês. Feliz Páscoa! P. Júlio Cézar Adam.

Na madrugada distante do jardim,

quando as mulheres buscavam seu Senhor,

ouviram de um anjo: Não tenham medo! Sei que vocês estão procurando Jesus, que foi crucificado, mas ele não está aqui, ele foi ressuscitado, como tinha dito.

Mateus 28.5-6